Marcio Berti Toca-Listas

Clássicos repaginados por elas em versões incríveis

1. Ike & Tina Turner – Honky Tonk Women
Honky Tonk Women ainda não podia ser considerada um ‘clássico’. Afinal, quando Ike & Tina Turner lançaram essa versão, em 1970, a música dos Rolling Stones tinha apenas um ano desde o seu lançamento. Na voz de Tina Turner, Honky Tonk Women entrou no álbum Come Together, que também tinha o clássicos dos Beatles que deu nome ao disco.

2. Sheryl Crow – D’yer Mak’er
Um clássico repaginado por Sheryl Crow, a dançante D’yer Mak’er, do Led Zeppelin, foi regravada em 1993 como parte do álbum duplo Tuesday Night Music Club. Nela, Sheryl imprime sua voz rouca e muito swing à música lançada originalmente 20 anos antes, no disco Houses of the Holy, do quarteto britânico.

3. Siouxsie and the Banshees – The Passenger
Década de 80 e em plena onda dark, a banda britânica Siouxsie and the Banshess repaginou The Passenger, de Iggy Pop, como parte do álbum Through The Looking Glass, de 1987. Na minha opinião, a melhor versão desse clássico que ganhou até vez tupiniquim na voz de Dinho Ouro Preto com o Capital Inicial.

4. Patti Smith – Everybody Wants to Rule the World
Aqui temos uma repaginada da clássica Everybody Wants to Rule the World do Tears for Fears. A poetisa, compositora e cantora norte-america Patti Smith traz uma versão mais clean, sem teclados e efeitos, para esse grande sucesso do Tears for Fears. A canção faz parte do álbum Twelve, lançado em 2007, que também possui outras clássicos regravados. Vale a pena uma conferida.

5. The Pretenders – Creep
Em 2006, a quarentona banda britânica The Pretenders, liderada pela competente Chrissie Hynde, trouxe uma versão ainda mais melancólica à canção do Radiohead. Essa faixa faz parte da super-compilação Pirate Radio com 84 faixas. Creep, do Radiohead, voltou aos noticiários no inicio de 2018, devido uma denúncia de plágio feita pela banda contra Lana Del Rey, que lançou Get Free (vale a pena conferir e tirar sua própria conclusão).

Sobre o autor

Marcio Berti

A trilha sonora da vida de Marcio Berti já variou entre muitos estilos e bandas. Mas, com uma cara ou outra, esteve sempre presente, todos os dias, principalmente no ritmo de sua bateria. É com essa vivência que ele assume o papel de DJ do BemRock, além de ser o cara das dicas dos melhores equipamentos para você curtir seu rock'n'roll.