Especial

Far From Alaska arrebenta em novo álbum e ao vivo

O  Far From Alaska explodiu com seu primeiro álbum, modeHuman, em 2014. Depois disso, ‘tocou, tocou, tocou e tocou’, como disse o guitarrista Rafael Brasil em entrevista ao site Noisey. Agora, três anos depois, a banda do Rio Grande do Norte está com seu segundo disco no mercado. Unlikely chegou também arrebentando, nas críticas e nos palcos.

O QUE DISSERAM DE UNLIKELY

O Bem Rock acompanhou a primeira apresentação em São Paulo do novo álbum, no dia 28 de setembro, no Sesc Pompeia. Evento com casa cheia e um show impecável. Unlikely aparece na íntegra, com uma única diferença. O hit Cobra, que abre o álbum, entra no fim da sequência de músicas do novo disco.

A banda repetiu a abertura do primeiro show de Unlikely, em Brasília, no início de agosto. Antes de o grupo entrar no palco, I Will Always Love You, de Whitney Houston, – verso que também está na música Rhino, do FFA, chama atenção do público. Na sequência já começa a porrada musical do grupo potiguar.

Emmily Barreto, que era baterista em sua banda anterior ao FFA, está super a vontade no palco, cantando muito com sua voz potente e marcante, além de agitar e dançar com a galera. Nas pausas e no contato com o público no meio do show, mostra toda uma simplicidade de quem está curtindo muito estar ali.

ACOMPANHE O FAR FROM ALASKA

Mas, apesar de toda essa força da vocalista, o entrosamento da banda é bastante nítido até nessa ‘distribuição de atenção’ durante o show. A visão passeia pelo palco vendo Lauro Kirsch na bateria, Edu Filgueira no baixo, Rafael Brasil na guitarra e Cris Botarelli no sintetizador, steel guitar e também vocais.

A coreografia natural da banda é agradável de se ver, ainda mais impactada pela porrada das músicas do Far From Alaska. Emmily e Cris entendem-se perfeitamente no palco – e torçamos para que fora dele. Mesmo mais contidos, Edu e Rafael também conseguem se destacar. O mesmo para Lauro, agitando a cabeça como suas baquetas.

Não deixa de ser curioso ver o álbum inteiro em um show. Com o tempo, algumas músicas podem cair do setlist, de acordo com a resposta do público. Mas a chance de ver a obra por completo, em tempos de tantas playlists, é de ouro. E o Far From Alaska faz valer esse momento.

Depois das 12 músicas de Unlikey a banda ainda voltou para o palco e, com ela, músicas de destaque do primeiro álbum. ‘Algumas músicas não conseguimos deixar de tocar’, anunciou Emmily. Thievery, Politiks e Dino vs Dino completaram o show. E deixaram a vontade de ver o Far From Alaska muitas outras vezes.

Tags