Especial Garimpo Bem Rock

FingerFingerrr vai longe com MAR. E não para

MAR ‘está chegando muito longe’. Há pouco mais de um ano, mais precisamente no dia 22 de julho de 2016, o duo paulistano FingerFingerrr, formado por Flavio Juliano (voz, baixo e guitarra) e Ricardo Cifas (bateria e voz), lançava seu primeiro disco. MAR leva pouco menos de 30 minutos para ser ouvido do início ao fim, distribuído em 10 faixas.

Mas o impacto dessas 10 músicas dura muito mais do que esses quase 30 minutos. MAR é rock. ‘Apenas’ isso, ou tudo isso. É um disco para ouvir seguidas vezes, de tempos em tempos, e buscar novidades em cada uma delas, em seus diferentes estilos. Todos rock, que duram com o passar do tempo e são redescobertos com prazer.

Prazer que o próprio duo tem em apresentar sua criatura. ‘Desde o lançamento aconteceu muita coisa que a gente não esperava. O mais legal foi poder cair na estrada e ver que o som está chegando muito longe. Isso que é massa, meio que um ser vivo’, afirma Cifas em entrevista ao Bem Rock.

‘Está rolando ainda o MAR. Estamos sentindo a repercussão dele até agora’, diz Flavio. ‘O sentimento é que não acabou ainda o ciclo de MAR‘, completa Cifas, sobre o disco lançado pelo selo Rosa Flamingo.

Ciclo esse que já conta com mais de 70 apresentações desde o lançamento do álbum, segundo o site do próprio duo. Além dos diversos shows em palcos brasileiros, o FingerFingerrr também apresentou seu rock em grandes e importantes festivais no exterior, como o SXSW, no Texas, e o Northside Festival, no Brooklyn, ambos nos EUA, além do Primavera Sound, em Barcelona, na Espanha.

feliz encontro de garagem roqueira com experimentalismo de diversas cores e cheiros – POPLOAD

A agenda cheia move Flavio e Cifas. ‘A gente gosta de tocar as músicas. Eu não me sinto enjoado. Cada show é um show. Estamos curtindo’, diz o baterista. ‘Eu sempre penso que é um privilégio, e não no sentido de que você precisa ser remunerado adequadamente. Mas tendo em mente que você tem uma coisa legal para fazer’, completa.

E, mesmo na curtição de MAR, o FingerFingerrr já se movimenta para apresentar novidades. ‘Vamos lançar um single no começo de dezembro. Artisticamente, a gente sente necessidade de lançar coisa nova’, explica Flavio.

‘Teve um momento em que passamos vários e vários meses sem fazer música nova no show, mas mudando uma introdução por necessidade de mudar. Tem a ver com fazer coisa nova no show, mas não estar por estar cansado (de MAR)’, continua o guitarrista.

E sem cansaço, MAR continua chegando muito longe. O duo já tem planos de levar seu álbum a palcos bem distantes. ‘Está marcada Austrália no final de fevereiro’, revela Flavio, que continua. ‘E ainda temos planos que estão em fase embrionária, como voltar para os Estados Unidos. Está tudo em jogo’.

Pelo Brasil, o FingerFingerrr ainda irá rodar bastante este ano. ‘Vamos fazer dois festivais grandes, o Dosol e o Porão do Rock. Dois lugares onde nunca tocamos o disco’, diz Cifas, sobre os festivais de Natal e Brasília, respectivamente. Além deles, MAR ainda ganhará palcos em Recife, Camboriú, Goiânia e novos shows em São Paulo.