Colunistas Xandão

Lollapalooza pesa no bolso? Opções não estão faltando

Pearl Jam, Red Hot, The Killers, Imagine Dragons, Lana Del Rey, LCD Soundsystem, Liam Gallagher etc etc etc entre os gringos. Mais um monte de boa gente brasileira que faz um rock bacana. O lineup do Lollapalooza 2018 tem chance de atrair um grande público para o autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Aí rola aquele lance: custa uma boa grana para curtir todos esses shows. Fazendo um esquema bacana de doação para o Criança Esperança, você gasta mais de R$ 800, contando taxas, para ir nos três dias do festival, que acontecerá em 23, 24 e 25 de março.

Eu entendo a vontade de estar em um evento assim, aproveitando a visita de gente do naipe de Eddie Vedder e companhia. Mesmo com alguns desses caras vinco para cá com a frequência que pode até reduzir o encanto pelo show. De qualquer forma, é sempre bem bacana ver ao vivo essas bandas e artistas com seus talentos e super produções.

Mas, obviamente, nem todo mundo vai poder ou topar desembolsar toda essa grana de uma vez (ou em 5 vezes, parcelado no cartão de crédito). E aí fica aquela dica: preste atenção aos nossos festivais!

Por exemplo, por menos da metade do preço desse ingresso promocional do Lolla, você poderia comprar uma semana inteira de shows entre os festivais Bananada e Circadélica. Ok, some aí passagem e alguma hospedagem e fica um esquema pau a pau com o Lolla.

Felizmente, são festivais que estão dando certo e se repetindo, abrindo espaço para bandas e mostrando a força do rock’n’roll fora dos grandes centros – o Bananada acontece em Goiânia e o Circadélica em Sorocaba.

Então, não se trata de fazer um post apenas para promover esses shows. É mais um favor para você, que curte rock, mas nem sempre está querendo-podendo gastar muita grana para ver um gringo lá de longe ou no telão ao lado do palco.

Fique ligado na programação brasileira mesmo. Além da música, ainda pode fazer um turismo local e curtir muito! E, o que é mais legal, há ótimos festivais de todos os tamanhos e em diversas partes do país, de norte a sul mesmo.

Eu vou lamentar se, por alguma razão, não conseguir ir a nenhum show do Lolla. Mas não apenas pelos shows – vi alguns desses grandes já, como por todo o clima do festival. Não será um lamento maior, certamente, do que não ter ido ao Circadélica – por motivos de férias e viagem marcada com a família.

Os caras reuniram, além de nomes como Boogarins, Ego Kill Talent, Far From Alaska, Dead Fish e outros mais, bandas novas que eu curto muito, fã mesmo: Lava Divers, Travelling Wave e FingerFingerrr. Fiquem ligados nesses caras, vale a pena!

Sobre o autor

Xandão

Xandão é zagueiro profissional, roqueiro e jornalista nas horas vagas. Mesmo que essas horas vagas ocupem de 9 a 10 horas por dia em trabalhos por aí, tipo Rádio Globo, UOL, R7 e MSN.