Garimpo Bem Rock

‘Na marra’, Sound Bullet abre espaço para shows

‘Meio que na marra’, a Sound Bullet e outras bandas vão abrindo caminho para expor o seu trabalho. Para Pedro Mesquita, baterista da banda do Rio de Janeiro, com a força da internet e um bom trabalho de divulgação, é possível conquistar espaço para fazer shows.

‘Se você trabalhar com um material bom, músicas bem gravadas, divulgação boa na internet, dá para fazer. As condições não são nem de longe as ideais, mas dá para fazer. E as casas vão cedendo espaço meio que na marra’, avalia o músico.

Pedro vê os grupos se ajudando com esse trabalho. ‘Tem movimentos, grupos que se comunicam entre si. Por mais que falte espaço físico, a galera vai colocando sua música na internet, e uma coisa levando a outra. Um fulano lança um CD maneiro, e isso vai puxando outros, com os espaços surgindo’, diz.

‘Muita gente fala que o rock morreu. No mainstream pode até estar dormindo. Mas no underground tem muita coisa’, continua Pedro, que dá a dica: ‘você tem que fazer algo que seja um diferencial. Se você entra no Facebook da banda e está desatualizada, o cara não volta mais. A música é o produto. Mas a partir daí você vai montando seu trabalho’, completa.