Garimpo Bem Rock

Song And Dance Men é ‘do jeito que a gente gosta’

song_editada1O prazer de tocar junto e fazer um som ao vivo. Some-se a isso ainda gravar um álbum. Assim a banda Song and Dance Men produziu seu segundo álbum, ‘When I Still Smoked’, lançado no fim de 2015.

‘Ficou do jeito que a gente gosta. Quatro caras em uma sala com os microfones captando tudo ali’, explica Henry da Rocha, vocalista e guitarrista do grupo de São Carlos, no interior de São Paulo.

Lançado pela estampa gaúcha 180 Selo Fonográfico, ‘When I Still Smoked’ agrada em cheio aos indies fãs de um rock alternativo próximo do folk e do country rock. Além da venda física, o álbum está disponível no Spotify (ouça abaixo).

ACOMPANHE O SONG AND DANCE MEN

Para Henry, o novo álbum leva vantagens sobre o primeiro lançado pelo grupo, ‘Broadway Bound’, do início de 2014. ‘(Broadway) foi daquele jeito clássico de cada um gravar um instrumento a cada hora. A produção deixou a desejar para mostrar como a banda é’, lamenta.

Desta vez, além da parceria com o 180 Selo, a produção ficou também sob responsabilidade da Wildstone Records, de Marky Wildstone, também baterista do ‘Song and Dance Men’.

O músico e produtor assumiu as baquetas do grupo durante as conversas para a gravação do álbum. E se identificou com o som da banda. ‘As influencias são uma mistura de tudo que já ouvimos na vida, muitos cantores dos anos 40 e 50, Bob Dylan, Lou Reed e bandas mais novas como Vampire Weekend’, afirmou em entrevista ao site ‘Crush em Hi-Fi’.

OUÇA SONG AND DANCE MEN

Tags