Notícias

Trump é motivo de polêmica para o Slayer

A divisão política nos EUA rendeu uma polêmica com o Slayer. No último dia 24 de janeiro, uma foto dos integrantes do grupo com o presidente eleito Donald Trump gerou milhares de curtidas, mas também muitas críticas de fãs da banda.

Dois dias depois, a banda enviou um comunicado à revista Rolling Stone se explicando. O polêmico post foi obra exclusiva de Tom Araya, vocalista e baixista da banda. ‘Foi um post dele, algo que a banda não postaria se perguntada, e não pertence às páginas do Slayer. Todos temos nossas opiniões pessoais, algumas que já expusemos no passado, mas o Slayer não apoia nenhum partido político ou candidato. E a banda pretende continuar assim’, diz o comunicado.

A mesma Rolling Stone já havia publicado, antes das eleições norte-americanas, uma entrevista com o guitarrista da banda Kerry King, em que ele se declarava um eleitor de Hillary Clinton.

Araya, porém, rebateu as críticas nos comentários de seu post, usando um termo que virou moda nos EUA. ‘Nunca imaginei que haveria tantos flocos de neve (snowflakes, no original) comentando seu desgosto com o novo presidente. Gostem dele ou não, ele é o novo presidente’, rebateu.

Em outra resposta, o vocalista colocou a definição de ‘snowflake’ segundo o Urban Dictionary: ‘uma pessoa muito sensível, incapaz de lidar com opiniões distintas das suas.’